5 de fev de 2017

Animais Fantásticos: Um novo caminho para os viciados no universo de JK Rowling


Demorou para ser, mas finalmente me encaixo no mundo de JK Rowling que foi apresentado no filme Animais Fantásticos e Onde Habitam (Fantastic Beasts and Where to Find Them) que remonta o passado que culminou com a aventura de Harry Potter, franquia de grande sucesso no cinema.

Um filme simples, com o abuso de efeitos especiais, por conta da sua narrativa, mas que mostra pouco do universo que deve surgir na franquia de cinco filmes que retratará a primeira grande batalha de Alvo Dumbledore contra bruxos das trevas. Nesse caso Gellert Grindelwald (Johnny Depp), Bruxo que causou grandes transtornos no mundo dos bruxos na década de 20/30.


Todo o caminho se passará no universo do estudante expulso da Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts, Newt Scamander (Eddie Redmayne), que viaja o mundo conhecendo as criaturas fantásticas do mundo bruxo, com o intuito de mostrar aos bruxos a importância desses animais. Carregando consigo vários desses animais em sua mala mágica.


A história começa quando Scamander desembarca em Nova York em busca de um medicamento, mas acaba trocando sua mala, e seus animais fantásticos fogem e ficam perdidos pela cidade. Um enredo simples, mas que consegue apresentar o universo dos bruxo de JK Rowling.

Claro que o enredo é bastante raso, pois tem o intuito de apresentar esse novo universo que será contado em cinco filmes, sem entrar em muitos detalhes, uma forma de não perder os expectadores no meio da narrativa do filme.

Por si só o filme é muito simples e sem muitas reviravoltas, o que da um ar série. Sabe, aquelas séries que apresentam um problema e o resolve rapidamente, pois o tempo é curto. Nesse caminho o filme apresenta um herói, um mestre, um vilão que promete dar muito trabalho, e uma fonte de poder ilimitado, os Obscurial (uma criança com habilidades mágicas reprimidas que se transforma em uma força poderosa e sombria).



Segundo entrevista já concedidas por diretores e a própria JK Rowling, essa fonte de poder ilimitados devem culminar com a busca implacável atrás das relíquias da morte entre um Alvo Dumbledore, que busca essa força para conseguir que bruxos e não bruxos possam viver em harmonia. E um Gellert Grindelwald, que busca esse poder para implantar uma realidade diferente, em que bruxos seriam a raça dominando juntos aos não bruxos. (Um enredo que já conhecemos um pouco com a franquia X-MEN)



Mesmo sem muitos destaques o filme concorre aos Oscar's de Melhor Designer de Produção e Melhor Figurino.

Pelo sim, ou pelo não, esse filme já deixou os fãs desse universo ávidos pela continuação, que deve ser lançada apenas em novembro de 2018.

Nenhum comentário:

Postar um comentário